“Jamais burlamos alguma legislação”, garante pai de Neymar

O “Caso Neymar”, que aborda a contratação do jogador brasileiro pelo Barcelona junto ao Santos em 2013, voltou à tona nesta última terça-feira (24).

Após a notícia de que o atual presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, e o ex-mandatário, Sandro Rosell, poderiam ser presos devido a irregularidades na contratação de Neymar, o pai do jogador emitiu um comunicado.

Confira na íntegra:

“Quero manifestar a importância que tem para mim, que nenhum membro das minhas empresas e do meu entorno foi indiciado em nenhum processo judicial, contrariando o que alguns meio de comunicação têm noticiado durante os últimos dias no Brasil, evidenciando uma ausência total de informação e contrariando a verdade.

O chamado “Caso Neymar”, instaurado na Espanha para investigar a contratação do Neymar Jr pelo FC Barcelona, em nenhum momento nos afetou juridicamente.

Estou convencido de que as pessoas envolvidas neste processo desenvolveram seus esforços sempre respeitando as leis do Brasil e da Espanha, sempre em concordância com o estatuto da FIFA.

Temos a certeza de que todas as ações realizadas para que o Neymar Jr pudesse jogar no FC Barcelona foram absolutamente legais, supervisionadas pelos melhores advogados e que jamais burlamos alguma legislação”.

De acordo com a rádio catalã “Cadena SER”, o Ministério Público espanhol solicitou dois anos e três meses de detenção para Bartomeu, e sete anos e três meses para Rossel. Além disso, também é pedido que o Barcelona, clube acusado de fraude fiscal na contração de Neymar, seja multado em € 33 milhões (R$ 115,3 milhões).

neymar-pai-filho-2-vila-esporte

Neymar e Neymar Jr, na época de Santos.